Como incentivar a autogestão da equipe em home office?

autogestão em home office
6 minutos para ler

Uma das muitas responsabilidades da rotina de trabalho de um gestor é monitorar e orientar os colaboradores em busca de um melhor rendimento. Durante o período de distanciamento social, porém, os métodos de trabalho precisam se adaptar e, por isso, alguns conceitos ganham relevância.

Um desses recursos consiste no incentivo da autogestão em home office. Afinal, por mais que o trabalho remoto ofereça alguns benefícios e a tecnologia possa reduzir alguns dos impactos, a produtividade precisa ser uma prioridade.

Como a presença física não é possível, uma alternativa é criar um senso de responsabilidade na sua equipe. Já pensou se os profissionais do seu time tivessem autonomia e eles próprios se regulassem? É possível!

A notícia boa é que esse conceito pode ser otimizado com a aplicação de algumas práticas. Quer saber como? Preparamos este artigo, justamente, para solucionar essas dúvidas e ajudar você a descobrir o que precisa ser feito para incentivar a autogestão no home office. Confira!

O que é a autogestão?

A autogestão consiste na utilização de diferentes práticas organizacionais que incentivam a distribuição de maior responsabilidade entre os profissionais de uma empresa. Ou seja, aumentar a autonomia de cada membro da sua equipe, oferecendo os recursos necessários para que cada um possa realizar o seu trabalho com maior liberdade.

O objetivo é reduzir ao máximo as hierarquias. Isso não significa, porém, a ausência de liderança. O que vai mudar é o trabalho do gestor, que não precisa ficar acompanhando cada tarefa realizada ou abandonada pela sua equipe.

Dessa forma, ele pode se concentrar em atividades mais estratégicas, que contribuam para o crescimento da empresa como um todo. A colaboração entre os profissionais também é outro ponto positivo.

Além de incentivar e aumentar o engajamento das equipes em relação aos objetivos da sua companhia, a autogestão contribui para elevar o comprometimento dos colaboradores. Com essa liberdade em mãos, a tendência é que ele se sinta cada vez mais parte da empresa, entregando o seu máximo na busca por um melhor desempenho em suas funções.

Qual é a importância da autogestão no trabalho remoto?

Quando falamos em autogestão, ela se torna ainda mais importante durante o trabalho realizado à distância. Afinal, a presença física é uma excelente maneira de cobrar, incentivar e supervisionar o que cada profissional está fazendo.

Sem esse contato, porém, é preciso encontrar maneiras de continuar registrando um rendimento satisfatório pela sua equipe, certo? Nessa situação, a autogestão em home office surge como melhor opção.

Cultivando essa prática, o gestor pode confiar cada vez mais nos profissionais da sua equipe. Dessa forma, mesmo à distância, é possível realizar todas as tarefas com eficiência. Ao mesmo tempo, contribui para o nível de satisfação dos colaboradores, reduzindo o desgaste e possíveis quedas de desempenho.

O que fazer para incentivar a autogestão durante o home office?

autogestão em home office

Mas, na prática, o que deve ser feito para incentivar a autogestão em home office? Para ajudar você nessa tarefa, listamos algumas práticas que podem ser eficientes. Confira!

Trace uma comunicação transparente

O ponto mais importante para incentivar a autogestão em home office é adotar uma comunicação transparente. Dos objetivos maiores da empresa até mudanças simples dentro de um projeto, tudo deve ser levado em consideração durante esse momento.

Cabe ao gestor sempre se colocar à disposição da sua equipe para tirar dúvidas, ajudar e, até mesmo, conversar sobre outros assuntos. Dessa forma, a tendência é que o colaborador se envolva ainda mais em suas funções.

Afinal, a distância pode atrapalhar ainda mais o desafio de se sentir parte da empresa. A comunicação transparente por parte do gestor ajuda a reduzir essa desconfiança e garantir que o profissional se concentre apenas em suas funções e responsabilidades no trabalho.

Compartilhe dados individuais e coletivos

Parte do desafio de ser transparente está no compartilhamento de dados sobre desempenhos individuais e coletivos. Ou seja, para que o colaborador seja ainda mais engajado, ele precisa acompanhar o que está acontecendo.

Com informações relevantes, ele pode controlar melhor o que precisa ser feito, as suas horas de trabalho — enfim, sabe como pode aprimorar seu desempenho.

Forneça o suporte necessário

Não apenas em questão de ferramentas, mas também, é preciso oferecer o suporte necessário para cada colaborador. Além de incentivá-lo a tomar decisões e assumir uma posição de protagonismo, é preciso contribuir para o controle emocional, por exemplo.

Dar dicas, sugestões e conselhos para que ele consiga solucionar os seus desafios diários e melhorar o seu rendimento no trabalho é essencial no home office.

Incentive a meritocracia

Para que a autogestão seja efetiva, o profissional precisa se sentir valorizado. Por isso, outra prática importante é o incentivo à meritocracia.

Acompanhe o desempenho de toda a sua equipe, identifique quem mais se destacou, quem melhorou em relação ao período passado, enfim, reconheça quem teve um bom desempenho. A tendência é que, assim, ele se motive cada vez mais.

Utilize as ferramentas adequadas

A tecnologia está à disposição para que você melhore o rendimento de toda a sua equipe. Achar que tudo vai ser controlado remotamente sem o auxílio de ferramentas pode ser um erro grave.

Afinal, os dados são fundamentais para direcionar melhor as suas estratégias. Uma alternativa é procurar por uma plataforma de gestão de pessoas completa.

Com tudo em suas mãos de maneira precisa e otimizada, você consegue identificar melhor quais são as suas principais necessidades e o que deve ser aprimorado. Ao mesmo tempo, é possível monitorar o desempenho dos profissionais. Ou seja, pode facilitar o trabalho de gestão.

Além disso, durante o período de trabalho remoto, é importante facilitar o acesso aos colaboradores sobre a produtividade e desempenho individuais. Assim, eles mesmos podem acompanhar os seus rendimentos.

Quando falamos em autogestão e people analytics, poder entender o que precisa ser feito para gerenciar melhor o tempo ou os resultados é fundamental.

Agora que você já sabe como a autogestão em home office é importante e como uma solução completa pode ser um diferencial, que tal conhecer mais sobre o Robbyson? Entre em contato conosco, conheça os nossos recursos e diferenciais e otimize o desempenho da sua equipe!

Você também pode gostar

Deixe um comentário