Saiba o que é machine learning e como ele impacta a gestão empresarial!

o que é machine learning
7 minutos para ler

O mundo nunca esteve tão conectado como atualmente: a velocidade das informações e a possibilidade de conversar com pessoas em qualquer lugar da Terra pareceria “coisa de bruxaria” para os nossos antepassados. Mas, na realidade, é o resultado da inteligência humana aplicada ao desenvolvimento tecnológico.

A nossa capacidade de criar, inovar e encontrar soluções cada vez mais surpreendentes possibilita mudanças constantes nas nossas rotinas e na cultura da sociedade contemporânea. Se contarmos que estamos ultrapassando barreiras e levando essa capacidade de aprendizado para as máquinas, você acreditaria?

Então, descubra agora o que é machine learning e como essa tecnologia está moldando as nossas vidas e otimizando os processos organizacionais!

O que é machine learning e como funciona?

Se você faz parte da geração dos Millenials (nascidos entre a década de 80 e início dos anos 90), com certeza, acompanhou o desenvolvimento das diversas tecnologias que, hoje, se tornaram parte do nosso cotidiano. Smartphones, computadores, aplicativos e serviços de streaming (transmissão) via Internet são alguns exemplos da inovação tecnológica.

Enquanto tudo isso foi ganhando espaço no mercado e nas nossas vidas, os cinemas protagonizaram filmes recordes de bilheteria sobre as máquinas. Você já deve ter assistido Inteligência Artificial e Matrix, não é mesmo? Esses filmes abordam a temática dos robôs apresentando comportamentos humanos.

Na época desses lançamentos, há cerca de 20 anos, uma das grandes discussões em pauta era se, de fato, os computadores poderiam algum dia substituir os humanos, tomando os seus lugares. Essa foi uma perspectiva negativa em relação ao desenvolvimento tecnológico.

Hoje, os robôs estão presentes em muitos processos da nossa vida cotidiana: seja quando você usa um aplicativo para solicitar um carro, seja quando você vai fazer uma pesquisa no Google ou quando opta por fazer uma compra em uma loja online. Todas essas ferramentas utilizam uma inovação conhecida como machine learning (aprendizado da máquina), que é a capacidade de a programação de computador se aperfeiçoar por meio da experiência dos seus usuários.

Como o machine learning interfere na gestão da empresa?

o que é machine learning

Você viu que o machine learning não é algo futurístico, mas fato concreto nas nossas rotinas, não é verdade? Ele faz parte disso, exatamente, porque é utilizado pelas empresas para desenvolver e aplicar soluções de produtos e serviços cada vez mais personalizados para os seus clientes.

Assim, a qualidade é potencializada, bem como a competitividade entre os negócios na corrida pela transformação digital. O aprendizado da máquina está se tornando o melhor amigo dos gestores no dia a dia corporativo.

Aplicado a softwares, ele tem utilização em qualquer área do negócio: seja nas vendas, seja no marketing e, até mesmo, no gerenciamento do seu capital humano. O machine learning pode ser usado para automatizar processos e para mensurar grandes bases de dados, consolidando um apanhado de informações mais preciso.

Quais são as vantagens de utilizar o machine learning nos negócios?

Agora que você sabe o que é machine learning e como ele impacta positivamente o gerenciamento dos negócios, deve estar se perguntando: quais são os principais benefícios dessa tecnologia? Além das que já citamos no tópico anterior, o aprendizado da máquina garante a sua empresa a otimização de vários processos.

Além disso, permite a redução de custos e melhora o relacionamento do cliente com a sua marca, por meio do desenvolvimento de produtos e soluções cada vez mais personalizadas.

Para deixar essas vantagens mais claras, abaixo, separamos para você os principais benefícios dessa tecnologia nas rotinas produtivas corporativas. Você também vai descobrir como eles são vistos na prática, ou seja, vamos exemplificar o machine learning nos processos de negócios. Vamos lá?

Amplia o aprendizado

Quando conceituamos o que é machine learning, você descobriu que essa expressão significa aprendizado da máquina. No dia a dia das empresas, isso é observado por meio do monitoramento das soluções desenvolvidas no negócio. Essa ferramenta permite aos gestores coletar informações mais precisas sobre o negócio.

Ou seja, por meio do seu próprio aprendizado, ela contribui para que os responsáveis pelas tomadas de decisão entendam mais sobre os processos da empresa. Isso contribui para que o direcionamento e o posicionamento da área de negócios seja mais estratégico e atinja diretamente ao alvo.

Gera mais produtividade

Falamos que com o machine learning é feito a partir da automatização de processos. Muitas pessoas enxergam isso de forma negativa, como se estivessem sendo substituídas. Na prática, esse é um movimento natural do desenvolvimento — o que acontece é que a configuração dos postos de trabalho está mudando.

Assim, estamos deixando de fazer atividades operacionais e deixando essa tarefa para os robôs. Agora, os recursos humanos estão sendo direcionados para funções mais analíticas, mais estratégicas e humanizadas. Ou seja, enquanto a máquina faz a parte burocrática do trabalho, nós estamos cuidando do relacionamento e da personalização.

Um exemplo de marca que faz isso muito bem é a fintech Nubank: extremamente tecnológica, com processos automatizados, ela tem um relacionamento muito próximo e humanizado com os clientes. Assim, quebra o paradigma de que a tecnologia leva à distância. A Nubank fez o casamento ideal entre os benefícios da inovação e as capacidades humanas.

Facilita a gestão de dados

As empresas que assumem um posicionamento data driven (direcionado a dados) apresentam desempenho financeiro melhor, se comparadas às que ainda não estão seguindo essa tendência. Amazon, Netflix, Alibaba e as brasileiras, Localiza e AeC, são referências em desempenho e no atendimento ao cliente. Isso não é por acaso, mas resultado dos seus investimentos em machine learning.

Com o aprendizado da máquina, essas empresas conseguem coletar e tratar grandes bases de dados que, em outra época, muitas vezes, não eram utilizadas ou não tinham o tratamento analítico adequado. Assim, por meio de sotfwares de Business Intelligence (Inteligência de Negócios) essas gigantes otimizam todos os seus processos, já que a gestão dos seus dados é facilitada por meio de aplicações como o Power BI.

Como implementar o machine learning corretamente?

Para começar a usar essa tecnologia no seu negócio, o primeiro passo é ir com calma. Não adianta querer adotar vários softwares para cada processo da sua empresa. Faça um estudo para identificar quais são as rotinas que mais têm gaps e mais impactam o desempenho do seu negócio.

Feito isso, busque no mercado uma ferramenta com machine learning para implantar o início da otimização dos seus processos. Geralmente, as áreas que têm maior custo são as que interferem mais no resultado financeiro. Você pode adotar o aprendizado da máquina para o seu departamento de suprimentos e logística, em customer experience (experiência do cliente) e nos recursos humanos, por exemplo.

Agora que você sabe o que é machine learning, viu que, com o uso dos dados, a sua gestão torna-se mais certeira, não é mesmo? Isso é possível por meio de análises preditivas desenvolvidas pelas soluções do aprendizado da máquina. Isso deixa claro que as empresas que não começarem a adotar essa tecnologia vão perder espaço para a concorrência.

Se você quer destacar a sua marca, é essencial conhecer as tendências do mercado. Para ficar por dentro das inovações, siga-nos nas redes sociais! Estamos no Facebook, Twitter e LinkedIn!

Você também pode gostar

Deixe um comentário