Onboarding digital durante (e após) a quarentena: 8 passos para realizá-lo

onboarding digital
6 minutos para ler

O processo de contratação é um dos mais importantes dentro de uma organização. Afinal, é nesse momento que os futuros profissionais da companhia são escolhidos. É preciso avaliar, então, não só a capacidade técnica de cada um, mas também o seu encaixe no ambiente da empresa. Para facilitar essa adaptação em tempos de home office, o onboarding digital é a melhor solução.

Assim como é preciso treinar e preparar cada nova contratação durante o trabalho in loco, por que não fazer o mesmo remotamente? Aliás, o processo se torna ainda mais importante. Os cuidados, práticas e ações, porém, precisam ser adaptados à nova era dos negócios. Afinal, é possível utilizar o onboarding digital até mesmo após a quarentena, sempre de acordo com as suas demandas.

Seja aumentando o período de adaptação e treinamento, seja utilizando estratégias de entretenimento para se aproximar da recente contratação, algumas mudanças precisam ser realizadas. Que tal, então, descobrir quais são os cuidados a serem tomados para realizar o onboarding digital com eficiência? Continue a leitura deste artigo e confira!

Qual é a importância de adaptar o processo de onboarding?

Caso você tenha feito contratações recentemente ou o processo de onboarding presencial tenha sido interrompido por conta da quarentena, ele precisa continuar digitalmente. Sem ele, o novo contratado vai ter dificuldades ainda maiores de se adaptar e aprender. E como o contato presencial não é possível, reformular o método de integração é uma necessidade.

Quando for possível postergar novas contratações — por necessidade ou opção —, sem problemas. Agora, se a sua equipe está desfalcada ou a demanda é maior do que a sua força de trabalho atual, o onboarding digital se torna necessário. Adaptado e levando em consideração o ambient computing, é possível reduzir os impactos da ausência dos aprendizados no trabalho in loco.

Quais são os 8 passos para o onboarding digital durante o home office?

onboarding digital

Na prática, quais são os passos mais importantes a serem seguidos para um processo completo de onboarding digital? Listamos os mais relevantes para potencializar o desempenho da sua equipe mesmo durante o período de trabalho remoto. Confira!

1. Prolongue o tempo do onboarding

A primeira etapa a ser seguida é aumentar ao máximo o tempo do processo de onboarding. No dia a dia tradicional de trabalho, fica muito mais fácil para o novo contratado aprender sobre a função que deve ser realizada ou mesmo a cultura organizacional. Sem esse contato presencial, é preciso que o colaborador tenha mais tempo de “teoria” e treinamento para absorver esses conteúdos.

2. Defina um colaborador para guiar o processo

Como o gestor tem diversas funções a serem exercidas ao longo do dia e uma equipe inteira para gerenciar, é importante contar com a ajuda de outros profissionais. Procure pelo profissional com mais tempo de casa e/ou mais desenvoltura para guiar o processo de onboarding — deve ser alguém que consiga auxiliar o novo contratado com qualquer dúvida ou questionamentos mais simples.

3. Crie processos de onboarding em massa

Muitas vezes, o processo de contratação pode ser feito em massa e, por isso, é necessário montar um planejamento específico de onboarding. Ou seja, garantir que todos os colaboradores contratados participem do mesmo ciclo de familiarização. Essa é uma maneira importante de otimizar todo o trabalho da sua equipe dentro desse processo.

4. Promova uma rotina de interação digital

Sozinho, é muito mais difícil que o novo contratado aprenda sobre as suas funções, o clima organizacional ou a rotina de trabalho. Por mais que o contato presencial ainda não seja possível, a tecnologia reduz algumas barreiras. Por isso, também cabe ao gestor promover uma rotina de interação digital entre os profissionais, desde o início promovendo a colaboração na empresa.

5. Crie atividades sociais

Além dos momentos de trabalho e aprendizado com o clima organizacional, as atividades sociais desempenham um papel importante nesse processo de adaptação. Marque reuniões semanais por videoconferência para apresentar os novos contratados ao restante da equipe, comemore aniversários em conjunto e até mesmo marque happy hours online para a interação.

6. Mantenha canais de contato direto com gestores

Outro fator importante é oferecer os canais adequados para a comunicação. Por mais que um outro profissional auxilie o processo de onboarding, é necessário possibilitar o contato direto com os gestores. Seja para um feedback sobre como está funcionando a adaptação, seja para pedir orientações mais personalizadas. A comunicação direta é uma necessidade para essa estratégia.

7. Use o entretenimento para treinar o novo colaborador

Por mais que o trabalho seja um local sério, isso não significa que o entretenimento não possa ser útil para o processo de onboarding. A partir da gamificação, por exemplo, é possível aproximar o novo contratado ainda mais das suas funções e responsabilidades no espaço de trabalho. Além de ser uma forma de descontração, também ajuda no engajamento com o profissional.

8. Use ferramentas que auxiliem esse processo

A boa notícia é que todos os itens acima podem ser otimizados com o auxílio de uma ferramenta adequada para esse processo. Por isso, defina quais são os seus objetivos mais valiosos dentro do onboarding digital e busque pelas soluções que se encaixem nessas necessidades. O mais importante é encontrar um único sistema que reúna todos esses recursos.

Qual é o impacto do clima organizacional no home office?

Por mais que a tecnologia seja uma ferramenta útil para reduzir as distâncias no home office, ainda é preciso se preocupar com o clima organizacional. Dessa forma, ações de endomarketing, estratégias de engajamento e até mesmo a meritocracia podem colaborar para criar um ambiente mais saudável. Assim, novos e antigos colaboradores se sentem mais motivados e engajados.

Com as práticas certas para adaptar o processo, o onboarding digital pode ser uma verdadeira mão na roda para otimizar a adaptação de novos contratados. Com uma estratégia bem planejada, a integração dos profissionais à equipe se torna muito mais simples e precisa de ser realizada.

Agora que você já sabe como funciona o onboarding digital e as melhores práticas, que tal ficar por dentro de outros assuntos relevantes para o sucesso da sua equipe? Assine a nossa newsletter e receba conteúdos como este diretamente na caixa de entrada do seu e-mail!

Você também pode gostar

Deixe um comentário